Marco Oliveira

Marco Oliveira

Olá! Aproveito desde já para agradecer esta visita ao meu site. Bem-vindo/a à versão "take-away" do meu estúdio - Glowvolt. 

O nome do estúdio divide-se em dois: Glow-Volt. Glow quer dizer em inglês, reluzir ou brilho e Volt vem de voltagem (eléctrica). O nome que dei ao estúdio é alusivo ao equipamento de flash. Bom, chega de falar sobre o estúdio e vou contar a minha história de fotógrafo até agora.

Nasci na Inglaterra e vim ainda novo para Portugal. Desde os meus sete anos o “bichinho” da fotografia não me largou. Sempre que havia oportunidade de usar um rolo na velha Kodak, eu retratava os meus familiares e amigos. Como os meus avós viviam longe, era a fotografia a forma de fazer aproximar a minha família. 

Durante a adolescência fui desenvolvendo os enquadramentos. Nessa altura a máquina que eu possuía  era de um só clique, sem mais botões ou opções. Depois da velha Kodak passei para o modelo Advantix da mesma marca. Esta permitia fazer fotografia com três proporções diferentes. Eu gostava imenso de fazer panorâmicas às lindas paisagens da vila da Ericeira. Quando comprei a minha primeira SLR, o vício de fotografar aumentou. Fotografava de tudo; aniversários, eventos, passeios…

Cheguei a colaborar com a imprensa local, fazendo coberturas fotográficas. Sempre gostei de fotografar pessoas. Perguntavam-me por vezes se eu tinha frequentado um curso. Decidi então tomar mais a sério a minha habilidade e gosto pela arte de fotografar, dando um passo em frente na minha formação técnica, no Instituto Português de Fotografia (2008/2010). Sendo eu um engenhocas por natureza, acabei por achar o meu “cantinho perfeito” no mundo da fotografia, na vertente de estúdio.

Depois de ter trabalhado quase há vinte anos na área do calçado, fiquei com o gosto pela fotografia de moda e retrato. Sou um sortudo, pois cresci rodeado de revistas de todos os géneros na tabacaria dos meus pais (até hoje), o que ajudou a alimentar a minha cultura visual.

Sou rigoroso na qualidade do trabalho que entrego aos meus clientes pois sou exigente comigo mesmo. De momento controlo todo  o fluxo de trabalho, desde o momento do registo de imagem, até à fotografia sair impressa.